Reserva da Biosfera da Mata Atlântica

“A Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) cuja área foi reconhecida pela UNESCO, em seis fases sucessivas entre 1991 e 2008, foi a primeira unidade da Rede Mundial de Reservas da Biosfera declarada no Brasil. É a maior reserva da biosfera em área florestada do planeta, com cerca de 78.000.000 hectares, sendo 62.000.000 em áreas terrestres e 16.000.000 em áreas marinhas, nos 17 estados brasileiros onde ocorre a Mata Atlântica, o que permite sua atuação na escala de todo o Bioma.

A RBMA estende-se por mais de 5000 dos 8000 Km do litoral nacional, desde o Ceará ao Rio Grande do Sul, avançando mar afora englobando diversas ilhas oceânicas como Fernando de Noronha, Abrolhos e Trindade e adentrando no interior de vários estados costeiros, bem como em Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.”

Fonte: http://www.rbma.org.br/

MAPAS DA RBMA

Acesse: http://www.rbma.org.br/rbma/rbma_fase_vi_03_google.asp

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica

“A Reserva da Biosfera da Mata Atlântica – RBMA cuja área foi reconhecida pela UNESCO, em seis fases sucessivas entre 1991 e 2008, foi a primeira unidade da Rede Mundial de Reservas da Biosfera declarada no Brasil. É a maior reserva da biosfera em área florestada do planeta, com cerca de 78.000.000 hectares, sendo 62.000.000 em áreas terrestres e 16.000.000 em áreas marinhas, nos 17 estados brasileiros onde ocorre a Mata Atlântica, o que permite sua atuação na escala de todo o Bioma. (…)

A Reserva da Biosfera da Mata Atlântica inclui todos os tipos de formações florestais e outros ecossistemas terrestres e marinhos que compõem o DMA , bem como os principais remanescentes florestais e a maioria das unidades de conservação da Mata Atlântica, onde está protegida grande parte da megabiodiversidade brasileira.

Suas Zonas Núcleo correspondem a mais de 700 Unidades de Conservação de Proteção Integral. Em suas Zonas de Amortecimento vivem alguns milhares de pessoas, em grande parte comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas, pescadores, etc… ) que representam uma grande riqueza sociocultural e grande diversidade étnica. ” Fonte: RBMA


Para maiores informações sobre o projeto consulte: http://www.rbma.org.br/rbma/index_rbma.asp


Para Download do KML com as áreas CLIQUE AQUI.

Unidades de Conservação no Bioma Mata Atlântica

A área original do bioma Mata Atlântica representaria 13,04% do território nacional com 1.110.182 Km². O bioma já ocupou grande parte da zona costeira brasileira, do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. Hoje, restam apenas de 7 a 8% de sua cobertura vegetal, com mais incidência no Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina, além de porções isoladas em outros 11 estados. Mesmo assim, o que resta do bioma Mata Atlântica abriga 20 mil espécies de plantas, 261 espécies de mamíferos, mais de mil espécies de aves e 350 espécies de peixes. (Fonte ICMbio)

Clicando AQUI você será direcionado para uma página do ICMBio, onde encontrará informações pertinentes à UC do referido bioma como Planos de Manejo, Decretos, delimitação em KML entre outros, a exemplo do PARNA Serra da Bocaina a seguir.

NOME DA UNIDADE: Parna da Serra da Bocaina

BIOMA: Mata Atlântica

ÁREA: 104.000 hectares

DIPLOMA LEGAL DE CRIAÇÃO: Dec nº 68.172 de 04 de fevereiro de1971/Dec nº 70.694 de 08 de junho de 1972

COORDENAÇÃO REGIONAL / VINCULAÇÃO: CR8 -Rio de Janeiro

ENDEREÇO / CIDADE / UF / CEP: ARod.estadual da Bocaina, SP 221, KM 0 SÃO JOSÉ DO BARREIRO/SP  –  CEP:12.830-000

TELEFONE: (12) 3117-2143

PROBIO – 10 anos

O PROBIO – Projeto de Conservação e Utilização Sustentável da Diversidade Biológica Brasileira – é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente – MMA em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, e tem como objetivo geral auxiliar o governo do Brasil no desenvolvimento do Programa Nacional de Biodiversidade.

A enorme diversidade biológica do Brasil se encontra espalhada em inúmeros ecossistemas no território brasileiro, cada um com sua composição única de fauna e flora. Estes variados ecossistemas, por sua vez, podem ser agrupados em entidades geográficas maiores chamadas BIOMAS, definidos como um conjunto amplo de ecossistemas, de dimensões subcontinentais, adaptado às condições particulares em que se encontram, e caracterizado por fitofisionomias próprias.

O bioma foi utilizado como macro nível de análise e permitiu perceber os relacionamentos ecológicos em grande escala . O Probio trabalha com seis biomas terrestres: a Floresta Amazônica, o Cerrado, o Pantanal, a Caatinga, a Mata Atlântica e o Pampa − e com a Região Costeira e a Região Marinha, que são constituídas de vários biomas diferenciados. Os relatórios abaixo disponíveis tratam temas como Biomas, Unidades de Conservação, Ecossistemas, Espécies, Agrobiodiversidade e Questões Sócioculturais.

A seguir estão os links para as publicações disponíveis

PROBIO – Dez Anos de Atuação

Quarto Relatório Nacional para a Convenção Sobre a Diversidade Biológica

Relatório de Atividades PROBIO 2002-2004

Relatório de Atividades PROBIO 1996-2002

Fonte: MMA

Mapas SOS Mata Atlântica

A Fundação SOS Mata Atlântica disponibiliza um SIGweb com dados de remanescentes de vegetação, fisionomias originais, áreas prioritárias, unidades de conservação, RPPN e outros. Este SIGweb oferece ferramentas básicas de impressão de mapas, download de dados, pesquisa e busca.

O acesso direto é através do link:  http://mapas.sosma.org.br/

Aqueles que tiverem interesse em explorar outras informações da fundação podem acessar o link:  http://www.sosma.org.br/