Rodovias Federais para download em KML

O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) disponibiliza para download os dados em formato KML (Google Earth) das rodovias federais do país.

DOWNLOAD

Brasil (KML)

Por Unidade da Federação

EIA das Obras de Implantação da Ferrovia Oeste Leste, entre Figueirópolis (TO) e Ilhéus (BA)

Este estudo se destina à obtenção da LICENÇA PRÉVIA, segundo as Resoluções CONAMA 001/86 e 237/97, compreendendo a Avaliação da Viabilidade Ambiental da Ferrovia de Integração Oeste Leste (EF-334), conforme está previsto no Plano Nacional de Viação, segundo a Lei N° 11.772, de 17 de setembro de 2008. Nessa fase, é definida uma diretriz básica e um corredor, no qual são estudadas as alternativas de traçado. O levantamento ambiental enfoca esse corredor, de modo que as sugestões e recomendações dele decorrentes possam ser incorporadas ao futuro projeto básico.

FONTE: OIKOS Pesquisa Aplicada Ltda.

Download: http://www.oikos.com.br/site_ok/adobados/EIA_RIMA_FIOL/88FOL_2009_11_27_VOL1/88FOL_2009_11_EIA_VOL1_V11.pdf

Projeto Porto Seguro – Santa Cruz Cabrália – Volume 4 – Solos

O Projeto Porto Seguro – Santa Cruz Cabrália foi concebido para ser executado dentro das atividades do Programa Informações para Gestão Territorial – GATE, desenvolvido pela CPRM – Serviço Geológico do Brasil, mediante cooperação técnica com as prefeituras municipais. Posteriormente, em função do convênio de cooperação técnica assinado entre a CPRM e a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do estado da Bahia – Seagri, as atividades do projeto passaram a contar com a participa- ção do Departamento de Desenvolvimento Florestal – DDF. Este projeto objetiva a geração de informações básicas multidisciplinares, com vistas a fornecer subsídios à organização do território dos municípios abrangidos.

O Projeto Porto Seguro – Santa Cruz Cabrália é composto pelos seguintes relatórios: Volume 1 – Clima Volume 2 – Histórico/Infra-Estrutura/Aspectos Socioeconômicos Volume 3 – Geologia Volume 4 – Solos/Capacidade de Uso das Terras/Uso do Solo e Cobertura Vegetal Volume 5 – Hidrogeologia Volume 6 – Vegetação Volume 7 – Geomorfologia/Avaliação da Vulnerabilidade à Erosão/Diagnóstico Geoambiental Volume 8 – Seleção de Áreas para Disposição de Resíduos Sólidos Urbanos.

Volume 4: Solos, Capacidade de Uso das Terras e Uso do Solo e Cobertura Vegetal

Sem títuloEste volume apresenta os relatórios de Levantamento de Reconhecimento de Solos, Capacidade de Uso das Terras e Uso do Solo e Cobertura Vegetal com os respectivos mapas da área do projeto.

Download Textos:

Download Mapas:

FONTE: Cavedon, A. D., Shinzato, E., Jacques, P.D. Projeto Porto Seguro-Santa Cruz Cabrália : Levantamento de reconhecimento de solos, capacidade de uso das terras e uso do solo e cobertura vegetal / organizado por Ari Délcio Cavedon, Edgar Shinzato e Patrícia Duringer Jacques. – Salvador : CPRM/SA, 2000. v. 4 ; 94 p. : il. ; mapas.

Greenstone Belt de Mundo Novo: caracterização e implicações metalogenéticas e geotectônicas no Cráton de São Francisco

A CBPM – Companhia Baiana de Pesquisa Mineral – é a empresa de pesquisa e desenvolvimento do Estado da Bahia, indutora destes processos no setor mineral do estado. Sua atuação é centrada na ampliação e aprimoramento do conhecimento geológico do território baiano, na identificação e pesquisa de seus recursos minerais. A CBPM disponibiliza a  Série Arquivos Abertos, que oferece

Greenstone Belt de Mundo Novo: caracterização e implicações metalogenéticas e geotectônicas no Cráton de São Francisco, 1994. Salvador – Juracy de Freitas Mascarenhas; Ernesto Fernando Alves da Silva

RESUMO

“A recente descoberta, na região entre Ruy Barbosa e Piritiba, de uma seqüência de basaltos, andesitos, dacitos com textura variolítica, riodacitos, rochas piroclásticas, grauvacas gradadas e produtos exalativos como cherts e formações ferríferas bandadas do tipo Algoma, em associação com sedimentos finos, metamorfizada na fácies xisto verde, permitiu a identificação do Greenstone Belt de Mundo Novo, talvez a mais completa estrutura desse tipo conhecida no Estado da Bahia. Essa estrutura se estende até a região de Juazeiro, ao norte do Estado, subjacente e bordejando o flanco oriental da serra de Jacobina.

Constituem parte integrante desse conjunto vulcanossedimentar os denominados Grupo Jacobina Inferior, Complexo Itapicuru (em parte), Complexo Saúde, Complexo Brejo dos Paulos e seus prolongamentos para norte, caracterizados como constituintes do flanco oriental do Sinclinório de Curaçá.  Admite-se também que as fatias tectônicas de rochas ultramáficas presentes nas formações Serra do Córrego, Rio do Ouro e Cruz das Almas, bem como na Unidade Serra da Paciência, todas do Grupo Jacobina, constituem parte do Grupo Ultramáfico do greenstone belt. Além do mais, considera-se que as importantes mineralizações auríferas relacionadas ao Grupo Jacobina tiveram sua origem nesse greenstone belt. O significado geotectônico dessa descoberta é de alta relevância para a compreensão do modelo de evolução desse segmento do Cráton do São Francisco, pois permite estabelecer claramente o posicionamento relativo, no tempo, das diversas unidades inter-relacionadas, e abre formidável perspectiva para a prospecção de mineralizações auríferas e de metais-base na região.

Nesse contexto, advoga-se que, sobre um embasamento de crosta continental, em parte submetido a metamorfismo da fácies granulito e intensamente erodido, instalou-se o Greenstone Belt de Mundo Novo, que também, após intensa erosão, veio a ser o local onde se implantou o rift cujos elementos representativos constituem o Grupo Jacobina. O processo erosivo pós-greenstone belt, assim como eventos metamórficos e de intenso hidrotermalismo, foi responsável pelas mineralizações auríferas atualmente conhecidas na região.”

1. INTRODUÇÃO
2. CONCEITOS HISTÓRICOS
3. O GREENSTONE BELT DE MUNDO NOVO
3.1 PRINCIPAIS SEÇÕES-TIPO NA REGIÃO RUY BARBOSA-MUNDO NOVO-PIRITIBA
3.1.1 Estrada Ruy Barbosa-Macajuba, a partir de seis quilômetros de Ruy Barbosa
3.1.2 Estrada Mundo Novo-Morro do Chapéu, imediações da Fazenda Coqueiro
3.1.3 Estrada Mundo Novo-Piritiba, proximidades de Mundo Novo
3.1.4 Estradas Piritiba-Areia Branca e Piritiba-Lagoa da Onça; Região de Novilha Morta
3.2 OUTRAS EVIDÊNCIAS REGIONAIS DE VULCANISMO
3.3 ÁREA DE OCORRÊNCIA DO GREENSTONE BELT DE MUNDO NOVO
3.4 RELAÇÕES REGIONAIS DE CONTATO
4. O GREENSTONE BELT, O COMPLEXO METAMÓRFICO-MIGMATÍTICO E O COMPLEXO IPIRÁ: DISCUSSÃO
5. A IDADE DO GREENSTONE BELT DE MUNDO NOVO
6. AS MINERALIZAÇÕES AURÍFERAS DE JACOBINA, AS CONCENTRAÇÕES SULFETADAS DE MUNDO NOVO E O
GREENSTONE BELT
7. CONSIDERAÇÕES FINAIS
8. REFERÊNCIAS BILIOGRÁFICAS

 DOWNLOAD

Livro e Mapa de Geodiversidade da Bahia

O Mapa Geodiversidade do Estado da Bahia foi gerado a partir dos SIGs Geologia e Recursos Minerais do Estado da Bahia (2003), escala 1:1.000.000, e do Mapa Geodiversidade do Brasil (2006), escala 1:2.500.000, e de informações agregadas obtidas por meio de trabalho de campo, consulta bibliográfica e dados de instituições públicas e de pesquisa.

As informações técnicas produzidas pelo levantamento da Geodiversidade do Estado da Bahia – na forma de mapa, SIG e texto explicativo – encontram-se disponíveis no portal da CPRM/SGB. Conforme links abaixo:

Livro: http://www.cprm.gov.br/publique/media/Geodiversidade_BA.pdf

Carvalho, Luiz Moacyr de. Geodiversidade do estado da Bahia / Organização Luiz Moacyr de Carvalho [e] Maria Angélica Barreto Ramos. – Salvador: CPRM, 2010

Mapa em PDF: http://www.cprm.gov.br/publique/media/geodiversidade_bahia.pdf

Dados disponíveis em shapefile no Geobank: http://geobank.sa.cprm.gov.br/

%d blogueiros gostam disto: