Tags

, , , ,

“Neste estudo, busca-se abordar, de maneira integrada, dois grandes eixos da produção e distribuição de energia no País: de um lado os combustíveis, como os derivados de petróleo, os biocombustíveis e o gás e, de outro, a energia elétrica em seus diversos métodos de produção, enfatizando o papel do território e o da organização espacial envolvida.” (IBGE, 2016)

“O objetivo do presente estudo é apresentar, descrever e analisar os padrões espaciais da logística da energia no Brasil, com ênfase na compreensão do território, por meio da análise geográfica das estruturas que compõem a geração, a circulação e a distribuição dos insumos energéticos. Entende-se que os sistemas de energia no País fazem parte de um complexo sistema logístico territorial mais amplo, no qual o Estado, além de ser o provedor da infraestrutura, procura reconfigurar o território mediante uma macrologística que engloba as estratégias espaciais particulares do setor privado, conduzindo a um processo de ordenamento com vistas ao desenvolvimento nacional.

A publicação traz Notas técnicas, com informações sobre as bases de dados utilizadas e os procedimentos operacionais adotados na elaboração do presente estudo, entre outras considerações de natureza metodológica, e análises estruturadas em duas grandes seções: a primeira voltada ao petróleo, gás e biocombustíveis, contemplando aspectos de produção, transporte, armazenamento, distribuição, revenda e consumo; e a segunda com foco na geração e transmissão de energia elétrica. O volume é acompanhado de um mapa-mural sintético, integrando ambos os tipos de infraestrutura” (IBGE, 2016)

Link do Livro: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv97260.pdf

Link do Mapa: ftp://geoftp.ibge.gov.br/organizacao_do_territorio/redes_e_fluxos_geograficos/logistica_de_energia/mapa_LogEnergia2015_5mi.pdf

Link dos Dados: http://www.ibge.com.br/home/geociencias/geografia/redes_fluxos/logistica_de_energia_2015/base.shtm

Logística de energia : 2015 / IBGE, Coordenação de Geografia. – Rio de Janeiro : IBGE, 2016. 102p.
Acima do título: Redes e fluxos do território.
Inclui bibliografia.
ISBN 978-85-240-4382-6
Anúncios