Planejamento Sistemático da Conservação

Historicamente, a criação de unidades de conservação no Brasil em sua maioria segue uma lógica não fundamentada em aspectos técnico-científicos, em função de questões de conflitos pelo território que acabam sobrepujando quase toda e qualquer justificativa técnica. Embora tais questões sociopolíticas sejam consideradas indissociáveis do processo de criação, para que um sistema de UCs cumpra efetivamente o objetivo de conservar a biodiversidade, no sentido amplo, conceitos e princípios da biologia da conservação devem orientar o estabelecimento de uma rede ideal de áreas protegidas.

Está disponível a apostila de Planejamento Sistemático da Conservação foi elaborada pela Coordenação de Zoneamento Ambiental do IBAMA, e é fruto da compilação de uma série de outros impressos: manuais, apostilas, cursos rápidos, tutoriais e apresentações. Esta apostila foi elaborada para facilitar a vida do usuário desta metodologia, sendo uma primeira aproximação, esperamos melhorar e atualizar seu conteúdo para as próximas versões.

O documento em formato PDF está disponível em http://www.ibama.gov.br/zoneamento-ambiental/wp-content/files/Planejamento_Sistematico_da_conservacao-6.pdf

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s