Mapeamento da Cobertura Vegetal e Uso da Terra no Município do Rio de Janeiro

A SMAC – Prefeitura do Rio – oferece o SIG Florestas do Rio, cujo objetivo é permitir a visualização na web, a partir de qualquer navegador, dos mapas, das informações gráficas e dos dados de cada fragmento florestal  mapeado, incluindo os dados obtidos do levantamento florístico. O sistema também possui a funcionalidade de cadastro de alertas para auxiliar no monitoramento destes fragmentos.

O SIG Florestas do RIO permite:

  • Navegar no mapa sobre os temas: cobertura vegetal e do uso das terras, sub-bacias hidrográficas, maciços, áreas protegidas, Regiões Administrativa (RAs), Áreas de  Planejamento (APs), bairros, favelas, Imagem de satélite 2010, arruamentos, curvas de  nível e o limite municipal do Rio de Janeiro;
  • Consultar as informações dos fragmentos florestais (classe, área, fotografias, resultados do levantamento florístico);
  • Consultar as áreas e percentuais de cada classe de cobertura e uso da terra por regiões administrativas (RAs, APs e bairros) e pelas unidades de análise ambiental (sub-bacias hidrográficas e maciços rochosos);
  • Fazer download do shapefile de cobertura vegetal e dos relatórios técnicos em formato pdf.

“Os parâmetros legais para definição das classes de mapeamento, escala 1:10.000, estão presentes nas seguintes legislações: LEI Nº 11.428, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2006, que dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Mata Atlântica, e dá outras providências; DECRETO Nº 6.660, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2008, que regulamenta dispositivos da Lei no 11.428, de 22 de dezembro de 2006; RESOLUÇÃO CONAMA N° 06, DE 4 DE MAIO DE 1994, que estabelece definições e parâmetros mensuráveis para análise de sucessão ecológica da mata atlântica no estado do Rio de Janeiro, e RESOLUÇÃO CONAMA N° 388, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2007, que dispõe sobre a convalidação das resoluções que definem a vegetação primária e secundária nos estágios inicial, médio e avançado de regeneração da Mata Atlântica para fins do disposto no art. 4o § 1o da lei no 11.428, de 22 de dezembro de 2006.

Além da legislação pertinente, a legenda do mapeamento da cobertura e uso da terra do município do Rio de Janeiro teve como embasamento o Manual Técnico de Vegetação Brasileira (IBGE, 1992), o Manual Técnico de Uso da Terra (IBGE, 2006) e Mapeamento de Cobertura Vegetal e Uso das Terras do município do Rio de Janeiro (SMAC, 1999).” (SIG Florestas Rio)

O link para acesso ao sistema é http://sigfloresta.rio.rj.gov.br/

Sobre estes anúncios

Savanas: Desafios e estratégias para o equilíbrio entre sociedade, agronegócio e recursos naturais (2008)

A Embrapa Cerrados disponibiliza a versão em pdf do livro: Savanas: Desafios e estratégias para o equilíbrio entre sociedade, agronegócio e recursos naturais (2008), FALEIRO, F. G. & FARIAS NETO, A. L. de  — Download (29.6 MB)

Este livro é um produto do IX Simpósio Nacional sobre o Cerrado e do Simpósio Internacional de Savanas Tropicais, nele são abordados temas atuais e futuros relacionados ao Bioma Cerrado e outras savanas tropicais, além de histórico de fronteiras e frentes de ocupação relações com as Mudanças Climáticas, Agropecuária e  Socioeconomia, entre outros. Alguns capítulos constam somente em inglês, mas ainda assim são mais de 1.100 páginas de informação sobre o cerrado e as savanas tropicais.

Mapeamento Pedológico e Interpretações Úteis ao Planejamento Ambiental do Município do Rio de Janeiro.

No ano de 1997, o Centro Nacional de Pesquisa de Solos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Solos) e a Gerência de Informações Ambientais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente do Município do Rio de Janeiro firmaram parceria para a execução do projeto “MAPEAMENTO PEDOLÓGICO E INTERPRETAÇÕES ÚTEIS AO PLANEJAMENTO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO”. A presente publicação é um dos produtos deste projeto e procura subsidiar o planejamento de uso do município através de informações cartográficas de solo e interpretações dessas informações. São informações do município como um todo, atualizando estudo anterior da própria Embrapa (mapas na escala 1:50.000). O mesmo projeto apresenta um segundo nível de abrangência e estuda com maior detalhe áreas em torno de comunidades carentes, onde a prefeitura vem efetuando projetos de reflorestamento, informações que também serão posteriormente disponibilizadas.

Neste material são encontradas informações sobre Geologia, Vegetação, Clima, Relevo, Classes de solos predominantes no município, aptidão das terras, entre outros.

Está disponível para Download no endereço:  http://www.cnps.embrapa.br/solosbr/pdfs/mapeamento_rj.pdf

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 141 outros seguidores